12 outubro, 2012

CRIANÇAS, COMO TODO DIA DAS

Faz tempão que fiz esta postagem em agradecimento por todos os dias das crianças. Para retomar o blog de maneira mais suave, resposto-a integralmente. Até porque permaneço, como tudo o que há, o mesmo: movimento.
Ademais, há outros dois motivos, pelo menos:
- Maria Cândida ainda não ilustrava nossas vidas;
- Cumpadi Veca musicou este poema e, depois, verão como ficou bacana.

Ainda que, por vezes, punk, gosto de criança; até por ser mais uma. Aliás, certa vez, um amigo disse-me:

- "Cara, todo homem tem a SÍNDROME DE PETER PAN, mas você exagera nisso!"
Respondi-lhe:
- Cara, eu sou o PETER PAN!
Então, aí vai uma brincadeira que compus pros meus coleguinhas de todas as idades:
Podem ler desarmados que não dói.

{8¬þ       CANTIGA DE NINAR

nunca implorar pelo peixe
mas apreender o pescar
e conquistar o rio

avançar sempre menino
os conselhos vêm dos lados
à frente está o rio

não lamentar o que é ido
parar pra contar os mortos
é dar chance ao inimigo

cuidar as margens menino
saber dividir o rio
e esquecer o que digo


Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas. Tem até filme completo.

Um comentário:

@PortalMatrix disse...

Muito bom amigo!