27 dezembro, 2010

MÚSICA DOS AMIGOS II

E vamos ouvir mais um repertório gentilmente cedido por alguns dos amigos que escolheram o caminho da música. Sem muita conversa, só música, ok?

ANAÍ ROSA, cuja arte admiro desde meus tempos da Unicamp:



GAMBONA, das madrugadas geladas do pub Crazy Mama, lá em Rio Grande:



PAULINHO TAVANO, meu irmão de Cosmópolis, de quem fui roadie por uns 30 anos:


LUIS MEIRA, grande violonista e intérprete desta musical Floripa, ilha pela qual me esforço em ser gostado.



ZUCO 103, grupo de minha amiga Lílian Vieira, carioca radicada nas Zoropa. Lílian que musicou meu poema Cujo & Cuja, gravado no disco OUTRO LADO. Caso queira o disco de presente é só clicar no hyperlink.




Ps.: para saber mais clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas).

24 dezembro, 2010

É NATAL

"Então é natal..."
A versão que SIMONE fez para a canção de JOHN LENNON deveria ter se encerrado nestas três palavras iniciais.. Porém, como gosto é gosto, a vida nos oferece de um tudo. Inclusive isto aqui e aquilo lá.
Cada pessoa, com seus devidos motivos, tem lá sua opinião sobre o NATAL, esta efeméride instituída na cultura mundial pelos cristãos (segundo alguns) e/ou pelos empresários (segundo outros). Numa tentativa de colaborar para a inserção do festejo no cyberworld, divido com vocês esta brincadeira.


Desejo tudo do melhor para todas as pessoas do Mundo. Peço aos visitantes que deixem aqui suas mensagens, sejam lá quais forem, pois o blog nada mais é que um playground sem cerca e sem faixa etária preferencial.
Abraços.
{8¬)

22 dezembro, 2010

NA TAL POESIA

Como diz minha Vó Rosa: "este mundo para ser mundo em que haver de tudo". Filosofia mineira, porta de saída ao invés de explicação. Compreendeu? não? solte-se.
Resolvi postar esta novela radiofônica baseada no conto A ÁRVORE DE NATAL NA CASA DE CRISTO, de DOSTOIÉVSKI, este garimpeiro da alma humana. Vai junto, de brinde, um poema composto na véspera do natal de 1980 (faz tempo, não é?)
Como, por esta época do ano, milhões de mensagens positivas ou promessas de presentes, bateu-me aquela influência TORQUATIANA de jogar areia no brinquedo. Não por maldade, que não tenho poder para tanto; apenas para propor reflexões que possam despertar ações mais concretas que reclamar dos políticos eleitos democraticamente, cuspir no prato que lambeu e coisas do tipo.
Para ouvir basta clicar na seta, emprestar os ouvidos e deixar a imaginação trabalhar. Se doer ou incomodar, basta interromper a narração. A história só vai continuar a existir lá fora, bem depois das cercas eletrificadas.
Experimente:


O poema é só um poema. No momento da criação eu estava tranqüilo, tomando uma cerveja no boteco do Lelo (um destes tantos amigos que já foi passear), que houve naquela Cosmópolis que já se foi. Ouvia Patinho guitarreando e Bartô gaiteando uma tentativa de blues. Escrevi; se senti, isto é lá com quem o ler.
O viés punk é só o molho.

NATAL

o espírito natalino pegou-o

quer beber ainda mais
odeia o sorriso besta
a porquice imensa
aquelas boas almas impregnadas de
pompa circunstâncias e
lavanda de shopping

como sempre
alguns babacas
que lhe encheram o saco o ano inteiro
virão desejar-lhe feliz natal
e ele lhes retribuirá sorrindo
(como um jacaré sorri
para a canela
de quem cai da canoa

e há sempre alguém caindo)

deseja o caos
o transbordar do lodaçal
lama entupindo a boca dos puros

uma gaita geme um blues
a ira aumenta

não é solidão
não há saudades
as pessoas que trariam saudades
não merecem vê-lo agora

é apenas o ódio subindo à cabeça
como o álcool

mas
cuidado
não eufemize
não está bêbado ou revoltado ou
deprimido ou injuriado ou etc.
apenas pura e simplesmente odiando

e se ainda acreditas que ele te gosta
não venhas à minha mesa agora



Ps. 1 - para saber mais clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas)
Ps. 2 - mais uma vez, a forma do poema foi subjugada pela estrutura do blog.

17 dezembro, 2010

SHWANKEE SUA LUZ

Para quem curte coisas boas, recado bacana de Kátia (CONTRAPONTO ):

"A FUNDAÇÃO BADESC convida para o lançamento amanhã da publicação multimídia PERCURSO DO CÍRCULO SCHWANKE que tem encartado um DVD com o documentário À LUZ DE SCHWANKE (de Mauricio Venturi e Ivi Brasil, produzido pela Contraponto). Este curta doc, lançado há três anos, foi realizado com os recursos do Prêmio Cinemateca Catarinense.
A primeira tiragem de mil exemplares da publicação será distribuída para biblioteca, escolas, críticos e multiplicadores - projeto agraciado com o Edital Elisabete Anderle."

Vamos lá!
{8¬)

Ps.: para saber mais clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

15 dezembro, 2010

CANTA LUCIANA LUPPY

Ontem, no programa que SÉRGIO BRITO apresenta na TV BRASIL, assisti uma entrevista com LUCIANA LUPPY. Canta muito esta guria, além de ter voz bem diferente destas cantoras fuinhas que passaram a pulular na MPB sendo apresentadas como novidades e isto & aquilo.
Aproveitando a oportunidade, talvez os detratores das TV's públicas, aqueles que afirmam que apenas emissoras privadas são capazes de oferecer qualidade, consigam explicar porque não temos programas como este do Brito nas globo e assemelhadas da vida.
Enquanto a resposta não vem, veja/escute este vídeo.



Ps.: saiba mais sobre Luciana clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

13 dezembro, 2010

OPINIÃO: A IMPRENSA, PRATES INCLUSIVE

Pelo TWITTER, um amigo pergunta-me que penso de LUIZ CARLOS PRATES. Não sei qual o grau de importância tem minha opinião sobre o conhecido jornalista do GRUPO RBS. Ainda assim, lá vou eu. É um bom gancho para avançarmos o papo.
Comecemos por outro momento.
Durante a campanha da eleição presidencial de 1989, parte das pessoas espantou-se ao entender que a FOLHA DE SÃO PAULO apoiava a candidatura de FERNANDO COLLOR DE MELLO. Naquele tempo, eu estudava na UNICAMP e lembro-me de um dos professores da Sociologia, Plínio Dentzien, ironizando, perguntar a alguns colegas:


Então, vocês acreditavam que a Folha fosse um jornal de esquerda?


Também tive um colega de trabalho, à mesma época, que costumava dizer que o mal da ESQUERDA tinha sido ler apenas a Folha de São Paulo enquanto a DIREITA lia o ESTADÃO e também a Folha.
Como simpatizante (e praticante sempre que possível) do ANARQUISMO, sempre me interessei por todo tipo de informação, procurando me livrar de pretensas catequeses. Assim, até programas do AMARAL NETO eu assisti enquanto lia A REVOLUÇÃO DOS BICHOS ou entrevistas como a de Che Guevara na revista REALIDADE. Tudo o que for interessante me interessa. Parece redundância, não?
E todas estas histórias para dizer o quê? Que, simplesmente, todo tipo de opinião chama-me a atenção e, principalmente, alimenta e transforma meu senso crítico. E este senso é que faz de mim um ser vivo.
Vejamos estes vídeos:








Muitas das pessoas que concordam com a argumentação do primeiro não concordam com a do segundo e vice-versa. Entretanto, é o mesmo Prates, com o qual concordo nalguns momentos e quase concordo ou discordo totalmente noutros. Tranquilamente.
Tenho visto vários órgãos de imprensa, reais e/ou virtuais, a bradar receios de (sua) liberdade de opinião estar sendo ameaçada por diabólicos planos do MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÃOES que, segundo afirmam, pretende reinstaurar a CENSURA no Brasil. Um bocado de leitores bem intencionados reverbera esta preocupação. Quando vejo manchetes e faixas pleiteando direitos – à liberdade de expressão, por exemplo – sempre procuro alguma outra, mesmo que pequenina e com letras semi-apagadas também exigindo responsabilidades e deveres. Nunca vi. Caso alguém tenha a imagem de alguma, envie-me, por favor.
Sem matar a cobra, que nada tem a ver com isso, nem mostrar coisa alguma, cito um exemplo.
Em 28/11/2010, a Folha de São Paulo publicou o editorial EDUCAÇÃO PRECÁRIA, cujo primeiro parágrafo é o seguinte:

Tem se tornado cada vez mais grave o problema da falta de professores em escolas da rede estadual paulista. É possível encontrar em São Paulo alunos que chegam a ficar até seis meses sem aulas de várias disciplinas.
Oras, por que será que este mesmo jornal não questionou José Serra, ex-governador de São Paulo e candidato à presidência do País, quando o mesmo prometia colocar DOIS PROFESSORES EM CADA SALA DE AULA? Será que o tradicional jornal não dispunha de liberdade de expressão suficiente para denunciar as péssimas condições na rede estadual paulista de ensino? Mais que isto: como se sentem seus leitores e assinantes ao analisar as opiniões da Folha SP antes e depois das eleições? Esta situação era desconhecida do ESTADÃO, que declarou apoio ao candidato tucano de forma explícita (o que julgo louvável pela sinceridade)?
Por ocasião do episódio de salvamento dos mineiros chilenos, algumas pessoas citaram o filme A MONTANHA DOS SETE ABUTRES. Pois eu me lembro deste filme, desde que o assisti, todas as vezes que analiso uma notícia, artigo, editorial ou qualquer outra manifestação da Imprensa. Recebo as informações sem paranóia ou suspeição da existência de planos secretos. Recebo tranquilamente, repetindo o que escrevi antes.
É desta maneira que acompanho, às vezes, pelo rádio ou pela TV, os comentários de Luiz Carlos Prates: sem me escandalizar e, muito menos, como se fosse um momento de catequese. Em minha opinião, Prates diz o que pensa. Assim parece-me por nem sempre agradar aos setores “reacionários” - tampouco aos “revolucionários”, do público da RBS. PIRANDELLO disse: “assim é se lhe parece”. Sempre prefiro os que me parecem sinceros. Discordando e concordando, não necessariamente nesta ordem.

{8¬)

Ps.: para ir mais longe clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

10 dezembro, 2010

A MÚSICA DOS AMIGOS

Já que hoje (segundo alguns, sempre) é sexta-feira, dedico o espaço blogueano ao som dos cumpadis. Alguns deles, é claro, porque são muitos. Fico devendo aos outros. Até porque o normal da vida é ficar devendo. Como estava escrito naquela placa que vi num boteco:
"UPIÓÉOCÊBEBÊEFICÁDEVENDO"
A existência da placa comprova o que estou dizendo.
Enfim, chega de papo e vamos aos acordes, que tem para quase todos os gostos.
{8¬)

Alfabeticamente:

CONRADO PAULINO:


DOC MIRANDA E REGGAE SPIRIT:


ELLEN OLÉRIA:


NANI (CRISTIANO FERREIRA & TRIO):


REI LAGARTO:


SYBIL GAGE:


TATIANA ROCHA:


VINEGAR TOM (LUANA "canta letra cometida por mim)


E, para fechar a tampa, este que vos tecla tentando perserguir LUANA, minha filha artística:



Ps.: para saber mais sobre este povo todo (contatos para shows etc) cliuqe nos HYPERLINKS (palavras realçadas).

07 dezembro, 2010

FESTIVAL DE CINEMA POLONÊS

Vai aí uma boa sugestão para quem gosta do tal bom cinema, aquele um pouquinho diferente dos festivais de tiroteios mixados com NHÉM NHÉM NHÉM que abundam nas salas shoppingnianas.
Como só fiquei sabendo hoje, só hoje retransmito.
Corre que ainda há tempo e o PARADIGMA CINEARTE é bem bacana. Só falta um botequinho para os espectadores tomarem uns guaranás antes e depois as sessões. Fica a sugestão àqueles de direito.
Aliás, falando nisso, lembro-me que o CIC CONTINUA ABANDONADO há bem mais que ano. Será que vão derrubá-lo e construir mais um monstrengo nesta FLORIANÓPOLIS indecisa sobre se muda seu nome para Elevadópolis ou Aterrópolis? Alguém sabe alguma coisa?
Melhorando o convite: a entrada é de grátis.
{8¬)
Endereço: Rodovia José Carlos Daux (SC 401) n° 8600 . sala 2 . bloco 8
Centro Empresarial Corporate Park
Santo Antonio de Lisboa . Florianopolis . SC
CEP 88050-001 Telefone: 48 3239 7777

Ps.: clique nos HYPERLINKS para saber mais.

05 dezembro, 2010

PRA COMPENSAR: BUSTER KEATON

Mô povo,
Que tal (para quem já e para quem ainda não o conhece) um filminho com de BUSTER KEATON?
Se tua conexão é meio-barro / meio-tijolo, tenha um pouquinho de paciência. Clique pra ver, tire o som e espere carregar. Depois, prepare o espírito e tente se divertir. Talvez não seja muito difícil.
Vamos lá?
{8¬)



Ps.: para saber mais, clique no HYPERLINKS; sem medo.

02 dezembro, 2010

PARNASEANDO?!

Certa vez, um colega de trabalho disse-me que o que eu escrevia - e continuo escrevendo - não era poesia porque meu verso quase nunca prima pela rima (fica bacana o som destas duas palavras em seqüência, não?).
Foi um bom colega: criava caranguejeiras, gostava de serenata, distribuía um santo remédio à base de ARNICA, sempre alegre e pronto a ajudar os outros. Fiscal sanitário, orgulhava-se de nunca ter multado alguém. Não por receber propina. Porque, segundo dizia, não queria atrapalhar a vida de ninguém naquela nossa cidadezinha onde todos se conheciam e, quase sempre, se tratavam bem. Gente boa, morreu como normalmente morrem os bons: sozinho e esquecido.
Na ocasião do papo sobre a imprescindibilidade das rimas e métricas clássicas, compus esta ode ao Parnasianismo. Devo sofrer de algum desvio ao preferir AUGUSTO DOS ANJOS a OLAVO BILAC. Talvez seja a mania de não recusar palpites de São BAKUNIN.
Enfim (como dizem os cantores baianos) e ao cabo, eis uma das minhas tentativas de sonetar canonicamente. Aliás, hoje, me toquei porque não canônico: devo ser sou c'anêmico.
{8¬)

FLORILÉGIO SONETÍFERO

De tão pensativa, minha pena pousa,
florindo todo verso que, fino, ache.
E, como um mestre que domina a lousa,
tal qual coxo pincel alisa a guache:

“à merencória cruz da nua do bordel,
alvos seios arfando entre madeixas,
etérea, arremete-se do cordel
e em meio a escarros, a sonhar se deixa...

Ali, trêmula e sublime, a criatura
esposa o asco, que a tudo cura”.
O ósculo revisitado, nauseando.

E, posto a ruminar a rima mais pura,
alguém que não sei como outrem atura:
a antena da raça, parnaseando...



Ps.: como sempre sugiro, clique nos HYPERLINKS para saber muito mais.

01 dezembro, 2010

BARCA DOS LIVROS: PROGRAMAÇÃO DEZ / 2010

Saiba mais sobre esta fantástica proposta de incentivo à leitura visitando o site da BARCA DOS LIVROS (clique sem receio).
É dos melhores atrativos em Florianópolis - SC. Lá, você pode ler um livro ou tomar um café curtindo um punhado de veleiros balançando na Lagoa da Conceição.
Também levar teus filhos, sobrinhos ou netos pra conhecerem o mundo bacana dos livros. Ou sair com eles, num barco, ouvindo histórias e mais histórias.
Imperdível!
{8¬)

LITERARTE: VIDA E ARTE

Cumpadi Fifo, do bacana blog CINE LUZ (visite sem medo) convida para:

30 novembro, 2010

MARIA CÂNDIDA I

Saravá, cybernavegantes do aquém, do além e dos alhures!
Peço perdão pelo sossego involuntariamente concedido a vocês. Por isto mesmo, não vou descarregar a metralhadora (que tá entupida até o beiço), ainda. Fica pra depôsi, como diz o MANEZIM (please, excuse my MINER'S accent) da ILHA.
Estivemos, minha patroa mais eu, fora do ninho para que o mesmo começasse a ser preparado para Maria Cândida, que se encontra no camarim materno e sobe ao palco em abril.
Por enquanto, aí vai a primeira que compus pensando nela. Pensando, não; sentindo. Ela, que há de relevar a lerdeza deste bardo chinfrim, fã de quebrar pé de verso.
Divido convosco.
{8¬)


quem vem lá?

ó
mar
ia
cândida
espuma
vibrar
r
rebento
arrebenta
no costão inglês

mágica ilha
acolhedora
mãe

quem sejas
tua é a hora

é o que deseja
o braço meu
teu
pai


lagoa, floripa, 16/10/2010



Ps. 1 - o formato do poema não é bem este, mas não sei como colocar no blog com o alinhamento que compus;
Ps. 2 - sempre tem mais alguma coisa nos HYPERLINKS: clique sem medo!

13 novembro, 2010

XANGAI: BOLERO DE ISABEL



O vídeo acima apresenta uma maneira de desenxergar o NORDESTINO que povoa a mente de muitos daqueles que se julgam habitantes do paraíso sul-brasileiro. Ficou um bocado mais explícita na recente campanha para candidato à presidência do Brasil, chegando às raias da bestialidade (que me perdoem a comparação ecologicamente incorreta)
Porém, também é possível enxergar e, principalmente, deleitar-se com muitas das coisas que a cultura nordestina pode nos oferecer. Por exemplo, XANGAI cantando BOLERO DE ISABEL, de JESSIÊ QUIRINO. Música e letra de fácil composição, pois qualquer dos artistas mais tocados nas emissoras de rádio, programas de TV e bailçoes fazem melhor com um pé nas costas. Trocadilhando, tiram de letra.
Liguem as atenas, ó raça! Ouçam/vejam que rima e melodia simples este povo do Nordeste é capaz de fazer, sabendo tão pouco das modernidades do SUL MARAVILHA.



Ps.: saibam mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

11 novembro, 2010

CPMF SEM P: RETORNO OU TRANSTORNO?

Para começar, creio que ficou claro na postagem anterior que, do meu ponto de vista, o maior problema em relação à carga tributária, alta ou baixa, é a recusa da maior parte da sociedade em acompanhar seriamente o que é feito com os recursos públicos. Ela só se lembra do posto de saúde, para ficarmos no tema, quando precisa dos seus serviços. Acabo de assistir pela TVBV, de Florianópolis, que a Secretaria Estadual da Saúde de Santa Catarina não repassa os recursos devidos ao HOSPITAL DE LAGES. Alguém ouviu, antes das eleições, algum jornalista comentar sobre este tipo de relacionamento entre a referida Secretaria e o hospital que Raimundo Colombo (DEM-SC), governador eleito, orgulhava-se de ter ampliado? Ele, assim como Dilma Roussef (PT), foram eleitos com a proposta de dar continuidade às atuais administrações estadual e federal. Torço para que os dois melhorem a situação que encontrarão a partir de 2011. Afinal, os próximos anos de nossas vidas dependem de suas atitudes.

O importante de um imposto que incida sobre a movimentação financeira é ser aplicado exatamente onde deve: na circulação da riqueza. É o que, por exemplo, deveria ser o tal imposto de renda. Assalariado recolher imposto de renda é que é uma tremenda incoerência, pois SALÁRIO não é RENDA. E não estou vendo assalariados reclamando disso.

Tomara a CPMF (sem o P), ou seja lá o nome que venha a ter, seja instituída no bojo de uma efetiva Reforma Tributária que torne nosso regime de tributação um mecanismo de crescimento da economia e de diminuição das desigualdades sociais atualmente existentes.

Em relação à fiscalização, da mesma forma que outros tributos, a CPMF também atuava como um mecanismo de identificação da má versação de verbas, públicas ou privadas. A conjunção TAMBÉM foi utilizada porque a CPMF não era O (artigo definido) instrumento de fiscalização.


Sobre a partidarização da discussão sobre a necessidade da sua volta, fica complicado que algum dos partidos políticos acusar o(s) outro(s), posto ter sido criada no governo FHC e mantida, enquanto foi possível, no governo LULA. Para reforçar esta minha afirmação, lembro que Antônio Anastasia (PSDB-MG), governador eleito sob as bênçãos de Aécio Neves, atual estrela tucana,
manifestou-se favorável à sua existência, segundo a FOLHA.COM: “ANASTASIA DIZ CONCORDAR COM VOLTA DA CPMF 'APERFEIÇOADA'” (prestem bem atenção à data da reportagem.

Quanto ao destino dos recursos arrecadados numa eventual ressuscitação da CPMF (insisto que sem o P), tomara sejam, se discriminado em lei, totalmente aplicados à promoção da SAÚDE; se assim serão aplicados ou não, assim como no caso dos demais, dependerá da vontade dos contribuinte. Como sempre.


Em tempo: aos ingênuos de plantão sugiro a leitura de CÂNDIDO, de Voltaire. Nada tem a ver com o tema, mas, talvez, tenha tudo a ver com a movimentação de boa parte daqueles que aderem a abaixo-assinados.

Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

09 novembro, 2010

CPMF: É PRECISO TIRAR O "P"

A questão fundamental não é a cobrança de impostos. É a não exigência, por parte da população, da aplicação dos recursos arrecadados adequada às suas necessidades. Os empresários, desde que esta categoria existe, não gostam de pagar impostos. Embora tenham por costume cobrar boas vias de circulação para SUAS mercadorias, segurança para SEUS empreendimentos e outros benefícios do tipo.
Quanto à CPMF, pelo valor do tributo a ser pago, ainda me parece que seu maior "perigo" é rastrear por onde circula o dinheiro. Num país onde o trambique é um dado cultural, isto assusta os adeptos de tal costume. Não estou dizendo que todos aqueles que se opõe à cobrança da CPMF são trambiqueiros. Digo que os trambiqueiros são os principais beneficiados pela ausência do controle. Controle que também deve ser implacável na aplicação das verbas destinadas à Saúde, Educação etc. duela a quien duela.
Não devemos esquecer que, mesmo que a afirmação atinja o patriotismo tupiniquim, a Inconfidência Mineira teve como gatilho um aumento dos impostos. Liberais não gostam de pagar impostos. Boa parte dos inconfidentes preocupava-se, na verdade, com os caraminguás que a Corte lhes exigia e não com as condições de vida dos escravos ou com a soberania nacional. Entre outros, consulte, por exemplo, A CONJURAÇÃO MINEIRA E A MAÇONARIA QUE NÃO HOUVE, de José Castellani e Frederico Guilherme Costa.
Ademais, não conheço ninguém que tenha melhorado de vida, assim como não conheço produto ou serviço cujo preço tenha diminuído devido ao fim da CPMF.
Que venha a CMF – Contribuição sobre Movimentação Financeira!
Você, que enriquece o blog com sua visita, conhece?

07 novembro, 2010

PALÍNDROMOS

Este é o Palíndromo do PHILIPPE BARCINSKI:



Uns sabem; outros, não. Eu, cá, compus o meu.
E, instigado pelos PALÍNDROMOS de GILBERTO PRADO GALÁN aí vai o meu, composto há um bocado de anos:
AVIDAMUSASUMADIVA

é feito um caminhar de dentro pra fora
até entrar de novo
e sair um outro
d’ outro lado
que é este mesmo
que chamam depois mas que vem antes
assim como cada fim é o principiar de outro
não há paradas saídas entradas
há um caminho a transformar-se enquanto se caminha
assim como
o amanhã de anteontem é o ontem de hoje que é o ontem de amanhã


Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

06 novembro, 2010

BARCA DOS LIVROS - PROGRAMAÇÃO NOVEMBRO/2010

Olhaí você que tem petizes ou ainda não deixou de ser petiz!
Esta é a programação da BARCA DOS LIVROS, uma das melhores coiss que existem em FLORIPA. Principalmente, porque funciona.
Apareça por lá. Ler um bom livro e/ou tomar um café olhando para a LAGOA DA CONCEIÇÃO só faz bem.
Move yourself!
{8¬)



P.: saiba muito mais sobre a Barca de Floripa clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

05 novembro, 2010

POESIA: TECENDO A MANHÃ



Ainda no processo de amenização pós-carnificina eleitoral, vamos de poesia.
Para mim, esta é a mais certa fotografia do nascimento das manhãs. E todo mundo, ou quase, sabe que JOÃO CABRAL DE MELO NETO é dos raros criadores do verso certeiro. Veja aí, você mesmo: não precisa paciência; precisa desejo de saber:






Ps.: no HYPERLINK (palavra realçada) há um ensaio sobre o poeta; crie ciragem e mergulhe fundo!

FESTIVAL DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA ALIANÇA FRANCESA

Mais um lance pra curar aqueles que dizem que não acontece nada dem Floripa:


FESTIVAL DE MÚSICA CONTEMPORÂNEA ALIANÇA FRANCESA
De 05 a 28 de novembro de 2010
www.affloripa.com.br/festival

A Aliança Francesa de Florianópolis e a Tractebel Energia GDF Suez convidam para a terceira edição do Festival de Música Contemporânea Aliança Francesa – Sonoridades Diferenciadas para o Séc. XXI, realizada de 05 a 28 de novembro em Florianópolis. A programação inclui shows, oficina, palestra e a exposição A História da Música através dos Instrumentos Musicais - do séc XII ao séc XXI, realizada no Museu Histórico de Santa Catarina/Palácio Cruz e Sousa.

Na abertura do evento, sexta-feira dia 05, haverá a apresentação do grupo Harmonia Universalis – Núcleo de música antiga (SC/SP), às 19h, no Palácio Cruz e Sousa, com entrada gratuita.

Serviço:
Festival de Música Contemporânea Aliança Francesa – Sonoridades Diferenciadas para o Séc. XXI
Quando: de 05 a 28/11
Onde: Palácio Cruz e Sousa/ Museu Histórico de Santa Catarina e Teatro Álvaro de Carvalho

Quanto: entrada gratuita para os eventos no Palácio Cruz e Sousa e ingressos a R$20 e R$10 (meia) para os shows no TAC

Exposição “A História da Música através dos Instrumentos - do séc XII ao séc XXI

Quando: de 05 a 28/11 (terça a sexta, das 10h às 18h; sábado e domingo, das 10h às 16h)

Onde: Palácio Cruz e Sousa/ Museu Histórico de Santa Catarina

Entrada gratuita.

27 outubro, 2010

É HOJE: CERVEJA FALADA

Cumpadi Guto convida para a

Pré-Estreia em Florianópolis do curta metragem sobre Rupprecht Loeffler e Cervejaria Canoinhense vencedor do edital Cinemateca Catarinense/FCC 2008

A pré-estreia do curta metragem "Cerveja Falada" está marcada para acontecer dia 27 de outubro em Florianópolis, em dois horários: 19h30min e 20h. A exibição será no Paradigma Cinearte e haverá degustação da cerveja Canoinhense logo após as sessões no Varandas Café, lá mesmo no Corporate Park.

O documentário curta-metragem Cerveja Falada, essencialmente sobre Rupprecht Loeffler e sua cervejaria Canoinhense, foi premiado no edital Prêmio Cinemateca Catarinense/Fundação Catarinense de Cultura de 2008 e rodado durante os meses de junho e julho de 2009, na cidade de Canoinhas, interior de Santa Catarina. Montado em Florianópolis no segundo semestre do mesmo ano, a obra foi finalizada 35 mm no mês de março de 2010, em São Paulo. A produção é assinada pela Exato Segundo Produções Artísticas LTDA, com direção de Demétrio Panarotto, Luiz Henrique Cudo e Guto Lima.

Rupprecht Loeffler é filho de imigrantes alemães que desembarcaram em Santa Catarina no final do século XIX e que, como muitos outros imigrantes, trouxeram na bagagem a paixão germânica pela produção de cerveja e construíram parte da identidade cultural destes povos e cidades com suas cervejarias.

A cervejaria Canoinhense, fundada em 1908 e passada de pai para filho, é a única no Brasil que conseguiu manter as suas características originais e atividades até os dias de hoje. Mantêm a forma de produção cervejeira de um passado distante nos moldes das cervejarias alemãs do século XIX, como se tivesse parado no tempo. Uma prova ainda viva de técnicas que foram se tornando obsoletas diante das facilidades da vida moderna, métodos e tipos de vida que parecem não ter mais espaço no dia-a-dia conturbado das grandes cidades.

Seu Loeffler, hoje com noventa e três anos, acompanhado de dona Gerda, com quem está casado a sessenta, orgulha-se muito desta trajetória e nos conta no filme muitas situações vividas ao longo dos anos. Propicia assim ao espectador um passeio por fatos importantes que marcaram a história do século passado. Remonta a memória de seu pai e do século XIX, ingressa com lucidez e vivacidade no século XXI, contando-as com um olhar de quem passou a vida envolvido com uma de suas grandes paixões: a cerveja.

O documentário, com 15 minutos de duração, é apenas um aperitivo desta história, e ao mesmo tempo um convite para que as pessoas conheçam um pouco mais do legado da cervejaria Canoinhense, de seu Loeffler e de sua vida devotada a paixão pelo trabalho e a manutenção de uma tradição familiar.

Assista ao TRAILER
Link para o TEASER

MAIS INFORMAÇÕES:

O QUÊ: Pré-estreia em Florianópolis do curta metragem Cerveja Falada
ONDE: Paradigma Cine Arte - Rodovia José Carlos Daux (SC 401) - Centro Empresarial Corporate Park - Santo Antonio de Lisboa / Florianópolis / SC – 48 3239 7777
QUANDO: 27 de outubro (quarta-feira);
HORÁRIOS: Sessões às 19:30 e às 20:00
QUANTO: Entrada franca
MAIS INFORMAÇÕES: www.exatosegundo.com.br
CONTATO: Guto Lima (48) 9989-4215
Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

DE NOVO: ELLEN OLÉRIA

Insistindo na necessidade de um clima mais pra cima, na imprescindibilidade urgente da alegria vencer a paranóia, o blog reapresenta ELLEN OLÉRIA.
Escute esta garota, visite o site dela, compre o disco dela e bote alho nas janelas da alma para espantar os vampiros que já definham em meio às suas tentativas.
{8¬)


Ps.: saiba mais clicando no HYPERLINK.

PARA AMENIZAR: SERGE GAINSBOURG

Pessoal,
Mais uma vez, o blog vai na contramão do clima de ódio neo-inquisitório que grassa nesta mais sórdida campanha eleitoral que o Brasil já viveu. Como num passe de mágica ou, melhor dizendo, de bruxaria, as lacraias saíram à luz dispostas a tudo. Dizem, alguns da imprensa, que os dois principais candidatos trocaram a apresentação de propostas sérias pela simples regurgitação de calhordices. Para mim, uma das partes é que não consegue enxergar outra alternativa de virar o placar e insiste no papo podre. A favor de minha tese, sugiro a leitura de GILBERTO DIMENSTEIN, tradicional TUCANO, publicada no jornal FOLHA DE SÃO PAULO e intitulada QUE SERRA É ESTE?
Como sempre, a História dirá àqueles que lhe dão valor quem é quem nesta bandalheira.
Voltando à contramão, sugiro este vídeo de SERGE GAINSBOURG, que fala de outro tipo de relacionamento entre as pessoas. Sei que está meio fora de moda mas, como ainda sou das antigas, e muito gosto de ter vivido nos ANOS 60, quando músicas costumavam ser censuradas, reponho Serge à mesa. Serge teve uma música uma de suas canções, JE T’AIME MOI NON PLUS, proibida porque despertava a libido dos ouvintes brasileiros. Ainda mais que era cantada em dueto com JANE BIRKIN, sua esposa. Foi censurada porque prazer que não seja sado-masoquista não é de bom tom para as lacraias de sempre.
Aliás, neste momento, me vem uma pergunta: o que faria o REGIME MILITAR DE 1964 se à época da censura houvesse a facilidade de piratear que se tem hoje?
Enfim e ao cabo, vamos a este vídeo cuja canção é dedicada à mulher mais bonita que as elas de cinema já hospedaram: BRIGITTE BARDOT.



Ps.: como sempre sugiro, saiba muito mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas). Tem até o disco com a canção proibida, de presente.

25 outubro, 2010

BOA VIAGEM, GREGORY!

Sem desmerecer Bob Marley e outros fantásticos reggaemen, GREGORY ISAACS é, pro meu gosto, a melhor voz do reggae.
Veja /ouça porque (aí abaixo) e ganhe um souvenir do fera:
MR. ISAACS.
{8¬)



Ps. 1 - o disco é um presente que tomei emprestado ao blog RASTA REGGAE ROOTS DOWNLOAD; baixe o disco e visite o blog sem receios.

Ps. 2 - saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas).

19 outubro, 2010

HERZOG / MORAIS: DILMA / SERRA

Primeiramente, esclareço que os nomes e vídeos estão organizados em ordem alfabética.
Aí estão duas opiniões e declarações de voto para os candidatos à presidência do BRASIL, nesta eleição de 2010.
Temos FERNANDO DE MORAIS, reconhecido mundialmente como um dos principais biógrafos brasileiros. Também temos IVO HERZOG, filho de VLADIMIR HERZOG, jornalista e mais uma das vítimas da DITADURA MILITAR. Clicando nos nomes é possível saber um pouco sobre quem é cada um destes cidadãos.
Ouça, reflita e decida o teu voto. Principalmente, justifica tua escolha, caso tenha vontade. Só não vale é reclamar depois.
A bola está contigo, ilustre visitante.
{8¬)

Fernando de Morais:



Ivo Herzog:

18 outubro, 2010

FLORIPA E SUA HISTÓRIA.

Apresento dois vídeos que têm muito a ver com o momento atual de FLORIANÓPOLIS - SC, nossa mais que conhecida FLORIPA.

No primeiro, "DE DESTERRO A FLORIANÓPOLIS - Como tudo Começou, de Marcelo Gevaerd, temos uma apresentação cronológica de como a cidade tem se desenvolvido.



Neste outro vídeo, FLORIPA INVADIDA, do mesmo autor, já podemos perceber e, principalmente refletir a respeito, algumas das conseqüências do nosso estilo de nos relacionarmos com este lugar tão bonito e, por isto mesmo, tão frágil.
Já foi dito que a beleza é efêmera.



O que será que nós, nativos, moradores e/ou visitantes da Ilha temos a ver com o que tem acontecdo por aqui? A palavra está aberta.
{8¬)


Ps.: saiba mais sobre Floripa clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

14 outubro, 2010

CADA UM ENVEREDA POR ONDE LHE DÓI MENOS

A propósito do e-mail que recebi de um cumpadi da área cinematográfica, a resposta ao mesmo tornou-se esta postagem no intuito de dividir o papo com os visitantes que me privilegiam com sua presença. Até porque aqui posso postar o vídeo onde CARLOS VEREZZA expõe sua análise sobre a Política brasileira.
Dividindo:

Cumpadi César,
Como se pode ler aí embaixo, há, no momento brasileiro, certa dificuldade em compreender o que se está passando na vida tupiniquim. Talvez seja apenas dificuldade em analisar os discursos e/ou confrontá-los com as práticas históricas dos discursantes.
Vivemos um recrudescimento da cultura religiosa medieval que sempre habitou a tal "alma brasileira" (mesmo no caso dos que apresentam como ateus). A moda vigente é satanizar.
Lembra-se que recentemente só faltou condenarem NEYMAR ao cadafalso, um guri que tem o "azar" de saber jogar bola? O cara já havia sido multado, afastado do time e a massa ainda queria mais. Quase aposto que o resgate dos mineiros, aqueles lá do Chile, vai durar menos na nossa memória do que se todos tivessem morrido soterrados. A cultura cristã (lembro que cultura não é religião) alimenta-se de sangue, fogueiras e cruzes.
Pois é... no caso do Santos, o time melhorou muito depois que o técnico saiu e o "satanizado" Neymar ficou: entramos na briga pelo título.
No caso da política, parece-me que pouca gente sabe o que (e porque) aconteceu com HERÓDOTO BARBEIRO, GABRIEL PRIOLLI e MARIA RITA KEHL , entre outros.
Por razões como estas é que não tenho tido vontade de participar de discussões até que a atual campanha eleitoral termine. Individualmente, não incomoda o resultado: tenho sobrevivido a golpe militar, censura e TFP, assim como a seus simpatizantes. Que venha o próximo ministro da cultura, seja ele mais um Ypojuca ou não. Sobreviveremos! O chato será escutar as reclamações, pelas vaias, das marilias peras, claudias rayas e etc do momento.
Aliás, já visitou o blog do Verezza? Se ainda não, experimente NAS VEREDAS DO VEREZZA.

E a classe artística baba no ovo de um cara com esta mentalidade... Pode?! Pode!
Boa sorte pra nós todos!

[ ]'s
{8¬)



Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

10 outubro, 2010

PARA LENNON, McCARTNEY E MUITOS OUTROS

Aproveitando que JOHN LENNON nasceu, aí vai mais uma canção composta para ele: PARA LENNON E McCARTNEY. Lennon que, podendo escolher o caminho da obviedade, preferiu outra luta.
Além do mais, pode-se ver como o mercado musical brasileira oferecia maravilhas ao invés dos sertanojos, axoxos e pagonejos de hoje em dia. Ninguém pedia pra jogar as mãozinhas para o ar ou tirar o pé do chão. A música era endereçada ao corpo todo, incluindo o cérebro.
Como MILTON NASCIMENTO era bom! (a meu juízo, claro)
Desejo que goste.
{8¬)



PARA LENNON E McCARTNEY
(Marcio Borges / Fernando Brant / Lô Borges)

Por que vocês não sabem do lixo ocidental?
Não precisam mais temer
Não precisam da solidão
Todo dia é dia de viver
Por que você não verá meu lado ocidental?
Não precisa medo não
Não precisa da timidez
Todo dia é dia de viver
Eu sou da América do Sul
Eu sei, vocês não vão saber
Mas agora sou cowboy
Sou do ouro, eu sou vocês
Sou do mundo, sou Minas Gerais
Por que vocês não sabem do lixo ocidental?
Não precisam mais temer
Não precisam da solidão
Todo dia é dia de viver
Eu sou da América do Sul
Eu sei, vocês não vão saber
Mas agora sou cowboy
Sou do ouro, eu sou vocês



Ps.: clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas) para saber mais.

09 outubro, 2010

CONRADO E SEU VIOLÃO

Pra amenizar esta onda talibã que se abate sobre esta apalarmada nação tupiniquim e sua fantástica atração pelo sangue, o blog oferece uma aula de violão com meu Cumpadi CONRADO PAULINO, grande craque das cordas e dos acordes.
Nem parece, mas já vi o Cumpadi altamente punk num show lá na Baixada Santista. Chegou a assustar os punks que estavam presentes! Como vida de músico é como rapadura, terminamos a madrugada empurrando o Opala de Mauricião da CIDADE OCIAN até quase o final da PRAIA GRANDE. Sabe aquele papo da gasolina
Então, fica assim: quem tem violão, agarra o pau de corda e aproveita os toques; quem não tem, presta atenção na conversa que sempre se aprende muita coisa.
Boa sorte pra nós todos. Principalmente, para as meninas que já podem começar a escolher sua burka, caso a TURMA "DO BEM" ganhe as eleições.
Vamos pra aula?
{8¬)



Ps.: como sempre, clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas) para sabner muito mais. Inclusive, ganha um disco do TOM ZÉ.

05 outubro, 2010

MARINA, VOCÊ SE PINTOU?

Para quem não viu, aqui vai um trecho dos muitos momentos de carícias entre os candidatos à presidência do Brasil. Neste caso, as personagens são JOSÉ SERRA (que vai disputar o segundo turno contra DILMA ROUSSEF) e MARINA SILVA (que se diz a grande vitoriosa, embora tenha ficado em terceiro lugar, portanto fora da disputa).
Como votarão Marina e seus eleitores neste segundo turno? Segundo noticiou a imprensa, Marina disse que seu PV tomará a decisão em plenário,dentro de 15 dias.
Neste vídeo pode-se ver e ouvir claramente qual é (ou era) a opinião de Serra sobre Marina. Vocês que votaram nela por querer mudanças ou por motivos morais e religiosos, de qual lado estão, agora?
{8¬?



De minha parte, ofereço esta singela homenagem a quem se julgar merecedor, enquanto transcorrem estes 15 dias de Marina e seu PV a refletir no MONTE DAS OLIVEIRAS.

{8¬)



Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas).

02 outubro, 2010

TAMBÉM PARA OS DIAS DE CHUVA: LED ZEPPELIN

Enquanto a chuva de hoje preparar a Terra para o importantíssimo dia de amanhã, quando as mulheres passarão a ser ainda mais importantes neste e noutros países, abra um vinho, uma cerveja, um suco... e plugue os ouvidos e a mente nesta canção pra curtir a chuva propiciada pelo fantástico e eterno LED ZEPPELIN.
Aliás, que tal ganhar um disco inteirinho do LED? PHYSICAL GRAFFITI, por exemplo?
Vamos lá!



THE RAIN SONG


It is the springtime of my loving - the second season I am to know
You are the sunlight in my growing - so little warmth I've felt before.
It isn't hard to feel me glowing - I watched the fire that grew so low.

It is the summer of my smiles - flee from me Keepers of the Gloom.
Speak to me only with your eyes. It is to you I give this tune.
Ain't so hard to recognize - These things are clear to all from
time to time.

Talk Talk - I've felt the coldness of my winter
I never thought it would ever go. I cursed the gloom that set upon us...
But I know that I love you so

These are the seasons of emotion and like the winds they rise and fall
This is the wonder of devotion - I seek the torch we all must hold.
This is the mystery of the quotient - Upon us all a little rain must fall...It's just a little rain...


P.s: viaje pelos HYPERLINKS (palavras realçadas). Num deles, tem disco de presente. Pode baixar que já testei e estou ouvindo.

01 outubro, 2010

FIM DO TÍTULO DE ELEITOR?

Putz!
Em pleno momento de intensificação do processo de CONVERGÊNCIA DIGITAL foi de encabular assistir pela TV JUSTIÇA dois ministros do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL alegarem que a não imprescindibilidade do TÍTULO DE ELEITOR no momento da votação decreta o fim deste documento fundamental. Talvez por memória curta, talvez por outros motivos que não se saiba, esqueceram-se que daqui a alguns meses entrará o RIC (Registro de Identidade Civil) que conterá dados como CPF, RG e o tão conhecido, e nem sempre bem utilizado, Título de Eleitor.
Jornalistas e comentaris das Redes de TV e jornais da imprensa tradicional (não preciso citar quais são,né?) também deitaram suas indignação via telas e páginas virtuais e papelas.
Estes profissionais devem saber que em muitas situações como solicitação de passaporte, vínculo empregatício e outras, o documento continua a ser exigido.
Na tentiva de colaborar para o fim deste destempero desnecessário, convido o visitante a assistir o vídeo abaixo com um mínimo de atenção. Pode ser interessante tomar conhecimento do que se trata antes de jogar o título no lixo, literalmente.
Vamos lá?
{8¬)



Para saber mais, inclusive quais são as especificações técnicas do RIC, clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

30 setembro, 2010

CRIANÇA FELIZ, FELIZ A CONTAR!

Antecipando o DIA DAS CRIANÇAS que, no câmbio oficial do comércioi acontece em 12/10, aqui vai une petite fille contando uma histórinha para crianças e adultos irrecuperavelmente infantis como, por exemplo, este que aqui tecla.
Aproveitando a oportunidade, posto um poema que compus pra minhas bonititas sobrinhas francesas: Laïs e Maïnah. No meu tradicional portancês, é óbvio e pululante!
E todo dia é dia de COSME & DAMIÃO, no meu terreiro.
{8¬þ



LAÏS E MAÏNAH

bienvenue
avec ses is
que parecem deux nari
sis
pour inspirar la vie
pour expirar la vie
parce que leurs respirar
est la même

dois yeux aussi
sobre os braços abertos
pour receber la vie
pour aceitar la vie
pour completar la même

outras aves
sambam aqui
nesta ponta près du paradis
o
só...
nunca estamos
... estareis

Maïnah et Laïs
à vous
ce notre verde tapis

toujours
bienvenuuueee !!!



Ps.: saiba mais clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas)

29 setembro, 2010

THE ROCK REMAINS SHOOKING: J. PAGE & B. CROWES

Depois de longo sossego aos visitantes do blog, volto devagarzim, nas notas de YOU SHOOK ME, um daqueles blusaços compostos por WILLIE DIXON (com J. B. LENOIR). Willie é o NOEL ROSA do blues.
Muita gente deve conhecer esta canção com o LED ZEPPELIN. Não muita gente conhece a música dos BLACK CROWES. Assim, vamos ouvir tudo junto e misturado?
Para acompanhar, pode ser um Jim Beam ou uma boa cachacinha mineira.
É nóix!
{8¬)



You Shook Me Lyrics
(Dixon/Lenoir)

You know you shook me, you shook me all night long
Whoa you shook me, pretty mama, you shook me all night long
Oh you just kept on shakin' me baby, oh you done messed up my happy home

You know you move me baby, just like a hurricane (Boy and that's a strong wind)
Oh, you move me, pretty mama (You know you move me)
Just like a hurricane (Didn't have a chance)
Oh-oh , you know you move me, pretty mama
Just like a earthquake move the land (Oh, she shook me all over)

Sometimes I wonder (Ooh)
What's gonna happen to my poor wife and child
Lord, sometimes I wonder (Ooh)
What's gonna happen to my poor wife and child
Now baby, you done made me love you
Lord, I just can't be satisfied

You know you shook me, you shook me all night long
Whoa you shook me, pretty mama, you shook me all night long
Oh you just kept on shakin' me baby, oh you done messed up my happy home


Ps.: como sempre sugiro, viaje pelos HYPERLINKS que tem até disco de presente.

05 setembro, 2010

INCENTIVO À CULTURA CATARINENSE

Conforme se pode conferir no projeto de lei abaixo, mais um passo foi dado em benefício da Cultura, em Santa Catarina. Trata-se de garantir, através de emenda à Constituição Estadual, uma percentagem dos impostos recolhidos pelos catarinenses ao cofre público do seu Estado.
Nossa parte é incentivar a votação, exigir a sua aprovação e, principalmente, exigir a sua execuçao.
DEMOCRACIA REPRESENTATIVA supõe participação dos representados e não apenas reclamções e quetais.
E nós com isso?
{8¬?



PROJETO DE EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 012/2010

Acrescenta o artigo 173-A à Constituição do Estado de Santa Catarina.

Art. 1º Fica acrescentado o artigo 173-A a Constituição do Estado de Santa Catarina, com a seguinte redação:

Art. 173-A - O Estado aplicará anualmente um e meio por cento, no mínimo, da receita resultante de impostos, excluída a parcela de arrecadação de impostos por ele transferida a seus Municípios, na preservação do patrimônio cultural catarinense, e na produção e difusão da cultura estadual.

Parágrafo único - Os critérios de distribuição desses re-cursos serão definidos em Lei.

Artigo 2º Esta Emenda Constitucional entra em vigor na data de sua publicação.

Florianópolis, 01 de agosto de 2010.

Deputado Padre Pedro Baldissera

Deputada Angela Albino

TIPITINAS - NEW ORLEANS

Este é o bar que quero conhecer em New Orleans: TIPITINA'S.
O endereço é logo ali:

TIPITINA'S - 501 NAPOLEON AVE - NEW ORLEANS
504.895.TIPS - WWW.TIPITINAS.COM
BOX OFFICE 10AM - 5PM WEEKDAYS

Olha o som que domina por lá:



Que tal?
{8¬?

02 setembro, 2010

CONTADOR CONTA SOBRE DOSSIÊ VERÔNICA SERRA

Num esforço em colaborar com a solução de parte dos problemas surgidos nestas eleições de 2010 para presidente do Brasil, reproduzimos abaixo a entrevista que o CONTADOR que retirou cópia da Declaração de Imposto de Renda de VERÔNICA SERRA (filha do candidato José Serra) concedeu à FOLHA DE SÃO PAULO - sessão Poder. Como é de conhecimento de quase todos, a Folha de São Paulo não tem se apresentado como suspeita de ser simpatizante do governo federal atual. Isto tem ficado claro nos seus editoriais de há muitos anos.
A proposta é simples: aí está a transcrição da entrevista. As conclusões são de quem a ler. Também é interessante conhecer a OPINIÃO DA FOLHA sobre seu entrevistado.
Vamos lá?

{8¬?

"FOLHA.COM - PODER
01/09/2010 - 17h37
Contador diz que fez solicitação de procuração para 'um cliente'

LEONARDO SOUZA, DE BRASÍLIA / SILVIO NAVARRO, DE SÃO PAULO

O contador Antonio Carlos Atella Ferreira admitiu, em entrevista concedida há pouco à Folha, que levou à Receita Federal uma solicitação para obter cópias das declarações de Imposto de Renda da filha do candidato a presidente José Serra (PSDB), a empresária Verônica.

Ele disse, contudo, que apenas encaminhou um pedido feito por um advogado cliente seu e que não sabia que o documento tratava da filha de Serra. Atella afirmou também não lembrar qual cliente lhe encaminhou o documento com a solicitação, dizendo apenas que se trata de alguém "inescrupuloso".

"Eu não sabia que era a filha do Serra. Eu nem sabia que o Serra tinha filha. Eu sempre votei no Serra, sou eleitor dele. Eu quero encontrá-lo pessoalmente e lhe dar uma rosa", disse Atella.

Leia trechos de entrevista concedida à Folha.

Folha - Seu nome aparece como procurador da Verônica Serra?
Antônio Carlos Atella - Pois é... Estamos dando risada até agora.

O que aconteceu?
Sei lá, é uma brincadeira de mau gosto.

Mas o senhor assinou o documento?
Assinei e retirei o documento, mas não assinei como quem pediu o documento.

O senhor está dizendo que a assinatura não é sua?
Da retirada é. Mas não a de quem solicitou.

Mas o senhor não foi procurador da Verônica Serra?
Na verdade, não sei se é ou não. Como trabalho para advogados e etc e tal, os motoboys vêm e me entregam... Pediu eu estou tirando. Se o senhor pedir de quem quiser eu tiro. Se o senhor quiser a do senhor... Assinou, mandou para mim eu tiro. E a Receita tem que entregar. A Receita não é nem culpada, coitada. Não estou defendendo, mas a funcionária pega uma solicitação ela tem que cumprir o ato administrativo. Não estou defendendo ninguém, nem conheço a pessoa.

Quem pediu a da Verônica Serra?
Um cliente que pediu. Não sei quem é, algum advogado do Brasil.

Mas o senhor não lembra quem entregou o papel para o senhor?
Não lembro. Tenho 42 anos de profissão, tenho clientes de todos os lados, não vou lembrar um caso, o cafezinho que tomei lá atrás, mesmo porque faço de 15 a 20 por dia.

Qual é a sua profissão?
Contador, com direito a atuar justamente na área.[para para pedir uma água tônica]

Como é o seu trabalho?
O advogado me manda a procuração, eu vou lá e retiro o documento. Sou um office boy de luxo.

Quantas solicitações o senhor faz por dia?
Naquela época, que não tinha certificação digital, fazíamos de dez a 12 por dia. Agora caiu porque todo mundo faz, tem senha eletrônica.

Para que as pessoas pediam?
Para uso de interesse próprio.

O senhor mora em Mauá?
Não.

O senhor tem ligação com algum partido?
Não, tenho nojo de política. Mas eu voto no Serra viu? Sou eleitor dele desde que ele nasceu.

É filiado a algum partido?
Não. Mas agora vou querer ser vereador [risos]

Já tem partido?
Uma legenda boa para se eleger. Estou vendo que o negócio é bom...

O seu nome aparece envolvido no caso do sigilo...
Vou tirar proveito. Lembra-se do caso do 'veado' costureiro que roubou o cemitério e saiu para deputado federal? Acho que não sou dessa qualidade, mas posso.

O senhor responde a processos, em Rondônia, por exemplo.
Por que? Conhece algum? Sou advogado, me apresente.

No Tribunal de Justiça de Rondônia há quatro, dois em sigilo de Justiça.
Maravilha! Mas não sou obrigado a te responder. Sou advogado.

O senhor é filiado à OAB de São Paulo?
Não, não sou da banda podre.

Por que o senhor teve cinco CPFs?
Tinha, mas pedi para o delegado da Receita suspender com uma carta de próprio punho e ele deferiu. Já vi que o senhor não é da área, é desinformado.

Mas por que o senhor teve tantos CPFs?
Por um direito de qualquer cidadão, é a própria Receita. Onde se tira um CPF? Por que tenho dois? Quem me forneceu, foi o senhor?

O senhor conhece funcionários da Receita?
Conheço todo mundo, inclusive o Mantega, que tem sítio vizinho do meu em São Roque.

O senhor já falou com o ministro?
Não, não tive o desprazer ainda porque não gosto de política.

O senhor conhece o pessoal que trabalha na agência da Receita em Mauá?
Conheço no Brasil inteiro. Trabalho na área, pela força de trabalho seria difícil dizer que não conheço nenhuma pessoa que está na mídia, que é notável no momento. Agora é o meu momento de glória, igual foi com a menina da Uniban [Geyse Arruda].

Repetindo, o senhor conhece os funcionários de Mauá?
Posso dizer que conheço até o porteiro.

O senhor conhece as senhoras Antonia Aparecida dos Santos e Addeilda dos Santos?
Não conheço ninguém pessoalmente.

Mas já ouviu falar delas?
Já, quem é que não sabe. Quem mora em Santo André conhece funcionários do banco, da rua tal...

E como é o seu trabalho na Receita?
Protocolava, voltava para buscar, assinava a retirada e cumpria meu ato administrativo levando a quem pediu.

A senhora Verônica diz que a assinatura dela é falsa.
Não é a filha do Serra que fiquei sabendo hoje? Nem sabia que ela tinha filha. Voto nele desde pequenininho.

O senhor foi procurador deste documento?
Não. Eu retirei esse documento, solicitação de retirada deste documento.

Então quem pediu para o senhor retirá-lo?
O senhor sabe? Eu não sei quem foi o cidadão... Como eu não sei dos processos que você fala em Rondônia.

Estão no nome do senhor.
Para quem teve uma fazenda de 900 hectares com certeza tenho uns 40 processos contra alguém e uns quatro se defenderam contra mim. Tive fazendas lá. Não passei lá de avião em aeroporto. Tenho vida pregressa de trabalho, estou acima do bem e do mal.

O senhor foi servidor?
Não tive o privilégio de ser um vagabundo a mais.

O senhor confirma conhece algum político?
Já disse que tenho nojo de político. Só gosto do Serra, sou apaixonado pelo debate dele. Aliás, acho que Brasília não é o lugar dele, ele tem que ficar aqui, nasci aqui, sou paulista então quero que ele nunca saia daqui.

Quais são os escritórios para quem o senhor trabalha?
Diversos, trabalho aqui, no exterior, em todo lugar... onde sou chamado e bem pago.

No exterior?
Também. Se solicitar vou agora, só depende do honorário. Tem várias empresas brasileiras na África, em Luanda... Minha bateria está acabando, minha bateria está acabando."


Ps.: para mais informações, clique nos HYPERLINKS.