17 junho, 2012

THE WHO: WATER

De repente, derepentemente, zapeando dou de cara com um vídeo com THE WHO tocando um singelo rock daqueles com sangue nas cordas - vocais, inclusive. Então, fiquei pensando nestes nhem nhem nhens que balançam cabeças e traseiros jurando pra si mesmo e para os incautos que estão tocando ROCK AND ROLL. Não vou citar nomes porque a lista é imensa.
Ora, mô povo! Pretem atenção na pauleira aí embaixo e confiram que o rock é além da música: é, como se dizia antigamente, atitude.
Também tem a LETRA para que quem goste possa soltar a garganta, desafinada ou não.



Ps. 1 - clique nos HYPERLINKS (palavras realçadas) para melhores informações
Ps. 2 - aumentou o volume, né?

3 comentários:

@PortalMatrix disse...

Baixo certeiro no acompanhamento de uma guitarra havaiana sinistra! @PortalMatrix

Betoms disse...

O que mais phode, sem dúvida alguma, o rock e a música divulgada pela mídia, hoje em dia, é essa tal de atitude...neguinho fica imitando o The Who, o James Briwn e etc...Quando o Who surgiu, tina toda a cena, porém com conteúdo. Quando vc ia conversar com um cabeludo na década de 70, era certeza de conteúdo. Tá cheio de bandinha de rock gritando alto e até com qualidade, porém, e o conteúdo? Quando a letra é boa, musicalmente é shit (bem produzida,mixada, masterizada, claro, é muita $$$). Na maioria dos casos é tudo shit. Shit bem vestida, bem descabelada, bem divulgada. Vc vai ao vivo, é muita energia, muito frisson, vc sai e não lembra de nenhuma música. Vejo o filme "Escola de Rock", me delicio, porém fico pensando o quanto esta tal atitude só serve pra encobrir a falta de conteúdo. Veja o tal U2. Quando surgiu, era bem legal, pela atitude, pelo teor político. Depois, virou o que virou. Como diria o sábio chinês atual, no passado o importante era SER, hoje o importante é PARECER. E APARECER. Abração!

Shasça disse...

Betoms, o que chamo de atitude é o fato de o artista ser quase o mesmo que o estilo que canta. Estes caras do Who não fingiam se punks. Copiar estilo punk e ser, pra usar um termo antigo, "mauricinho" no dia-a-dia é apenas um ato de uma pessoa, ou banda, cuja atitude é copiar. É o tal do "poser". Me capicci?
Com sou das antigas, U2 sempre me pareceu poser, mesmo no começo da carreira.