05 março, 2013

ZOON POLITIKON






É obviamente ululante que o caminho mais fácil é sempre o mais atraente. Até porque não parece que será necessário pensar enquanto se caminha. É como o hamster na gaiola: está tudo à mão, da comida à rodinha disponibilizada para o pseudo-exercício. E ele segue sua sina, muito crente de que sabe cuidar da própria – que é o que lhe interessa – e não precisa de ninguém. Com o passar do tempo, mesmo que o dono esqueça a portinhola aberta, não lhe dá vontade de mudar de ares.
– “Vai que não encontro minha cumbuca de ração por aí... Hum! Aqui, tou garantido.”, pensa ele com o zíper de seu macio casaco de pele.
Não demora e já nem se percebe como um rato, mais. E o viver lhe fica fácil, fácil.
Viver?!
Nem todos pensam assim. Principalmente, aquele que tem permissão para escolher o que vai na cumbuca. Sabe bem como é o viver do hamster que opta pela gaiola. Afinal, é quem a pinta de dourado.
Alguns outros reagem contrariando o coro de engaiolados e engaioladores contentes. Acreditam que o Mundo é uma cumbuca muito maior que a gaiola. Que, ao invés de gaiola, o Mundo é infinita porta, cuja chave chama-se Vontade.
E o que você tem a ver com isto?

Ps. 1 – o clip é parte do filme WINSTANLEY.
Ps. 2 – sabe quem foram os DIGGERS?
Ps. 3 – sabe o que é ZOON POLITIKON?

3 comentários:

Anderson Lopes disse...

A vontade move o mundo...
Pena que o comodismo, que para, é que está prevalecendo.

Fátima Costa de Lima disse...

Brilhante, Shasça! Especialmente nestes "tempos sombrios" em que nos deparamos com pessoas querendo transformar Floripa numa grande gaiola muito maior que a cumbuca!

Maju Rezende disse...

Muito bom o post, Shasça. Aliás, seu blog vale sempre uma visita. Parabéns pelo conteúdo e por não se cansar em nos trazer algo diferente e "pensante" :)