28 abril, 2012

CONSTITUCIONALIDADE DAS COTAS RACIAIS: JULGAMENTO NO STF

Como algumas pessoas sabem e quase todas as outras supõe saber, o SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL julgou a ADPF 186, que questiona o SISTEMA DE COTAS RACIAIS na UNB - Universidade de Brasília.
Como tenho a certeza que poucos puderam acompanhar todo a discussão e votação da ação, sugiro, para começarmos a entender melhor o assunto e passarmos a discutí-lo como menos equívocos tanto a favor como contra, assistir os vídeos abaixo.

Com um pouco mais de conhecimento sobre uma questão, talvez possamos debater o polêmico Sistema de Cotas Raciais, sem sermos conduzidos por paixões ou pastoreios de qualquer espécie.

Apresentação do relatório básico do Ministro RICARDO LEWANDOWSKI e sustentação oral pela representante do DEM, que requereu a ADPF 186, a advogada ROBERTA FRAGOSO KAUFMANN:




Argumentação de DEBORAH DUPRAT, Vice-Procuradora Geral da República:





Ps.: saiba mais sobre este processo e sobre as pessoas envolvidas clicando nos HYPERLINKS (palavras realçadas).

3 comentários:

paulo de andrade disse...

A anos lutamos por justiça social,e eu acredito que não são as cotas para negros ,que resolve este cancer que esta alojado no sistema educacional brasileiro .
Se for para lutar deverimos unir todos se distinção de raça,cor,sexo ou religião a luta por educação de qualidade deve ser para todos os brasileiros ,igualdade inelectual

ARUKA disse...

Obrigado pelos vídeos! Me esclareceu os fundamentos que não tive a oportunidade de assistir na transmissão ao vivo. Ainda assim, me posiciono em dúvida se não estaríamos cometendo um retrocesso. Cotas, por si só, soam segregação, um pré conceito de falta de capacidade para algo. Com a devida vênia àqueles que se encaixam no perfil das cotas mas que realmente não possuem acesso a um sistema de ensino de qualidade, me parece que esquecemos que a falta desse acesso hoje está generalizada, independente de raça, etnia, orientação sexual, religião, etc, etc.

Anônimo disse...

Concordo que a meritocracia seja o melhor sistema para as Universidades, pois os melhores sempre se destacarão.
Mas como conseguir isso com a desigualdade que vemos hoje, com as minorias étnicas sem condições de competir.
Hoje não vejo como prescindir das cotas, MAS TAMBÉM ACHO QUE NÃO DEVE SER PARA SEMPRE e que a sociedade deve buscar a igualdade de condições para que a meritocracia seja aplicada.
Também se deve pensar nas classes menos favorecidas sejam brancas ou negras.

Newton