04 outubro, 2009

BOA VIAGEM, MERCEDES

Hoje, no programa da Inezita Barroso, ouvindo uma dupla, cantando POEIRA (de Luiz Bonan e Serafim C. Gomes), lembrei-me do poema que compus para meu pai (EH MEU PAI), pois nele inseri alguns versos desta canção. Daí, vou checar as notícias na internet e fico sabendo que Mercedes Sosa também foi passear.
A canção que escolho para homenageá-la, ao meu juízo, trata o viver da mesma forma que a canção que ouvi na voz do Duo Glacial (informação esta que devo ao Mário Motta), ainda criança, num circo lá em Passos - MG.
Divido e desejo que goste.
{8¬)



Ps1. a letra da canção TODO CAMBIA pode ser encontrada em
CANCIONEROS.COM
Ps. 2 - arrisque-se a saber mais clicando nos hyperlinks (as palavras realçadas).

3 comentários:

Fernando B.Delmonte disse...

Ô Shasça! Volvi a los 17!...

Anônimo disse...

Índia Velha, Pacha Mama,
Voz Latina dos anos utópicos... Quem viu ao vivo sabe, é de arrepiar...Minhas reverências.
Fiz uma viagem para aquele espaço atemporal enquanto assistia o vídeo.
É, todo cambia!
Ana Maria

marcoliva disse...

De fato, uma perda. Por outro lado, se considerarmos o que sua existência nos acrescentou e acrescenta, nos manteremos resolutos e confiantes num novo mundo. Sim 'Todo cambia", não obstante seu canto permanecerá vivo em nossas mentes e corações. Admirador do trabalho de Mercedes Sosa, especialmente nas interpretações de Ataualpa Yupanqui e do Cancioneiro Folclórico Argentino - parti anos atrás para Monteros - sua cidade natal, na Província de Tucumán - Argentina. Lá fiquei por cerca de 30 dias, num trabalho de pesquisa identificando ritmos como la Chacareras, la zamba, el gato, el escondido...em terra de "la mas bonita Tucumana". Ali senti toda a força da expressão artística mais profunda e política de nossa América do Sul.
La Negra segue seu destino, acredito que muito feliz!
Afinal 'con tantos hermanos', ora simplesmente 'nosotros' não deixaremos que sucumba sua arte e sua vida!
Com extremo sentimento exalto:
-Viva para sempre Mercedes Sosa!